Preconceitos em relação ao diagnóstico e tratamento do TDAH

Palestra exibida em Janeiro de 2019 ao vivo durante o Congresso Brain Connection Online.

Tema: Preconceitos em relação ao diagnóstico e tratamento do TDAH com o Psicólogo Iuri Capelatto

Os seguintes assuntos são apresentados:

  • a importância da informação / desinformação
  • Preconceitos / Pré conceitos
  • Mito X Realidade
  • Normalidade
  • Transtornos Mentais
  • A importância do Diagnóstico
  • O que é TDAH
  • Mitos sobre o TDAH
  • Estudos e Nomenclauturas
  • Características
  • Fatores de Risco
  • Pesquisas
  • Critérios Diagnóstico
  • TDAH, funções cognitivas e Aspectos Emocionais
  • Diagnóstico Diferencial
  • TDAH: também dificuldades nos aspectos emocionais
  • TDAH: aspectos emocionais
  • Sintomas Emocionais no TDAH
  • Possibilidade do Aumento de Dependências
  • Pais e Família
  • TDAH e Sono
  • TDAH e Comorbidades
  • Impacto do TDAH na Qualidade de Vida
  • Possíveis impactos do TDAH na vida
  • TDAH x Falta de Limites
  • A importância do diagnóstico precoce e adequado
  • Tratamentos
  • Psicoterapia no TDAH
  • Acompanhamento Multidisciplinar
  • Falsos Positivos
  • Falsos Negativos
  • Resumo Geral

 

Quem é Psicólogo Iuri Capelatto?

Psicólogo e psicoterapeuta de crianças, adolescentes e adultos.

Formado em psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas em 2004.

Mestre em Ciências Médicas da FCM-Unicamp, conclusão em 2013.

Membro do Laboratório DISAPRE – UNICAMP.

Membro da ABENEPI (Associação Brasileira de Neurologia, Psiquiatria Infantil e Profissões Afins).

Sócio-fundador do CIAPRE (Centro de Investigação da Atenção e Aprendizagem).

Formado no curso de extensão de Especialização em Neuropsicologia Aplicada à Neurologia Infantil – Unicamp.

 

Fonte: Congresso Brain Connection Online – www.brainconnectiononline.com.br

 

Você já conhece o Livro A equação da afetividade: Como lidar com a raiva de crianças e adolescentes ?!

Os pais levam o filho a um passeio e, na hora de ir embora, a criança faz birra, grita e chora, porque quer ficar um pouco mais. Já o adolescente se revolta quando a mãe não permite que ele vá a uma festa com os amigos. Na maioria das vezes, pais e educadores interpretam situações assim como um ato de rebeldia, ignorando que, na verdade, a raiva é uma reação natural de todos nós quando algo contrário ao nosso desejo acontece. Nesse livro, os psicólogos Ivan e Iuri Capelatto – pai e filho, respectivamente – explicam como ajudar crianças e jovens a administrar a raiva que sentem, para que possam suportar as frustrações do dia a dia e se tornem adultos emocionalmente saudáveis e afetivos.

O Livro está disponível clicando aqui 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *